domingo, 5 de junho de 2016

Fernando de Noronha - PE (parte 3)

Viagem realizada em Setembro/2015.

Estamos demorando, não é? Calma, calma... Logo, logo a gente conclui...

Baía dos Porcos - vista pela trilha do Golfinhos


Até breve
VAiMANOÉO

domingo, 31 de janeiro de 2016

Fernando de Noronha - PE (parte 2)

Viagem realizada em Setembro/2015.

Continuando...

10/SET - Fomos para a Cacimba do Padre e de lá caminhamos até a Baía dos Porcos que, segundo a D. Edilene (da pousada), é a praia mais bonita de Noronha.

Cacimba do Padre - a praia dos surfistas (... na temporada certa!)

E sabe de uma coisa... Nós concordamos! O acesso é através de uma trilha nas pedras e na chegada há um monitor do ICMBio que dá orientações para que você aproveite as belezas do lugar sem prejudicar a fauna e sem riscos. Tem o lugar certo para entrar e sair da água, uma piscina natural incrível apenas para observação (não pode entrar) e um visual de tirar o fôlego!

Chegando na Baía dos Porcos

Vista do Morro dos 2 Irmãos pela trilha da Cacimba para a Baía

Praia da Baía dos Porcos. Maravilhosa!

Leve bastante água e algo para comer na mochila... Isso vale para todo passeio na ilha, pois nem sempre tem onde comprar. Além disso, você fica livre para esticar o tempo nas paradas que mais gostar.


De lá fomos para a Trilha do Golfinho que é totalmente acessível e tem uma vista INCRÍVEL da Baía dos Golfinhos, do Sancho e da Baía dos Porcos! Na entrada, que é um ponto de controle de acesso ao Parque Nacional Marinho, tem uma lojinha e uma lanchonete (água/café R$5).

Baía dos Golfinhos

Este é um ponto de observação dos golfinhos que habitam ou passam pela região. Chegamos meia hora atrasados e só pegamos a saída de um grupo deles. Mas já valeu muito a pena!

Baía do Sancho, pelo ângulo menos famoso

Descemos até a praia da Baía do Sancho, cujo acesso é feito por três lances de escadas, sendo os dois primeiros de escadas metálicas tipo marinheiro e o terceiro de pedra. Para nadar em algumas praias é necessário vestir colete flutuante, informe-se sempre. Nós alugamos através da pousada.

Baía dos Porcos. Sensacioal!

Daqui saímos rumo ao outro lado da ilha. Paramos para o almoço no restaurante da
Pousada Maravilha. O visual é lindo (Baía do Sueste), o cardápio é interessante, caro e o serviço sensacional. O Manoéo deu azar que o prato dele estava salgado, trocaram e veio salgado outra vez... Comentamos na hora de pagar e não cobraram. Justo!

Restaurante da Pousada Maravilha

As mesas da varanda são exclusivas para hóspedes e do deck da piscina se vê a Baía do Sueste

Vista da Baía do Sueste pelo deck da Pousada Maravilha

Dalí fomos até o Forte São Joaquim do Sueste, sítio onde havia um forte, mas hoje restam só alguns canhões enferrujados. Seguimos até a Pontas das Caracas e depois até a Praia do Leão. O Mar de Fora é bem agitado e a paisagem igualmente estonteante.

Forte São Joaquim do Sueste

Ponta das Caracas - piscinas naturais na maré baixa

Na volta, passamos rapidamente na Praia da Conceição, mas não ficamos muito. É uma praia agradável com bar e gente bonita. Se esse é seu tipo de praia... é perfeita!

Praia da Conceição com o Morro do Pico ao fundo

Voltamos até a Vila dos Remédios para ver o por do sol e de lá até a pousada para descansar antes do jantar que reservamos no restaurante Mesa da Ana.

Placa do restaurante - feita pelo Rock

A experiência é sensacional! São apenas 10 lugares, portanto RESERVE com antecedência! A "festa" acontece no jardim da casa da Ana e do Rock (artista local). Há um lounge onde nos acomodamos para conhecer os demais "convidados" e aguardar todos chegarem. Nesse meio tempo, a Ana e o Rock explicam o conceito da casa e contam seus causos. Não há funcionários... É como estar num jantar na casa de amigos. Segundo os anfitriões, a ideia é resgatar a experiência de quando não havia hospedagem formal na ilha e os turistas ficavam e faziam suas refeições nas casas dos locais.

A mesa da Ana (e do Rock)

Não há cardápio fixo, a Ana prepara o menu de acordo com o que ela compra no mercado e o que está disponível no seu jardim! São 4 pratos, sendo duas entradas, prato principal e sobremesa (R$150/pax). As bebidas são á parte, mas o preço é justo (vinho espumante português R$60). A casa é bem pequena... É impressionante o que a Ana consegue fazer na sua micro cozinha! Os detalhes mais interessantes... Você saberá quando for até lá!

No próximo post tem mais...
Até breve!

Mapa turístico (Google Maps):